fbpx
Uma senha sera enviada para seu e-mail

Trabalho: como conciliar essa obrigação e o cuidado com o seu familiar idoso?

Você tem um trabalho com responsabilidades e expectativas, assim como deve ter uma esposa ou marido e crianças para apoiar.

Como um filho de pais que estão envelhecendo, você provavelmente é afetado no seu trabalho e em muitos sentidos. Além disso, você precisa cuidar de você mesmo, o que supostamente inclui fazer exercícios, comer corretamente, socializar com amigos e ter um tempo só para você. E, em algum momento, é esperado que você durma.

Agora, adicione o cuidado com alguém extra a essa mistura e também o administrar as finanças para essa pessoa. Equilibrar todas essas tarefas se torna algo a mais que você precisará fazer. E, assim, é fácil ficar sobrecarregado.

Muitos cuidadores consideram abandonar seus trabalhos para estarem mais presentes e disponíveis para alguém que agora necessita de ajuda diariamente. Esta é uma decisão complexa a ser tomada, uma vez que isso afeta não apenas as suas finanças,  mas de toda família.

Tomar conta de alguém neste momento especial é importante, mas planejar o seu próprio envelhecimento com respaldo financeiro, também é necessário. Não ter um salário compromete os seus benefícios no futuro. Se você, por exemplo, não contribuir durante o tempo exigido em anos para o INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), não conseguirá obter o benefício da aposentadoria por tempo de serviço. Outros benefícios que seriam usufruídos de um empregador da iniciativa privada, como, por exemplo, o Seguro-Saúde e a Previdência Privada, são igualmente afetados.

Abandonar um trabalho poderá afetar o desenvolvimento da sua carreira, além de afetar os seus ganhos futuros. E mais, trabalhar pode servir também como sua válvula de escape, diversão e apoio social. Desta forma, ter um equilíbrio entre os seus afazeres pessoais e o de cuidador familiar é imprescindível para o seu bem estar e o do seu familiar idoso.

Perguntas para fazer a si mesmo e a outros membros da família sobre os aspectos financeiros de quem se torna um cuidador de familiares idosos:

  • Como o meu aluguel/hipoteca/empréstimo imobiliário será pago se eu mudar para a casa dos meus pais?
  • Os familiares estão de acordo em ter suas mães e pais idosos reembolsando minhas despesas adicionais para que eu me dedique a cuidar deles? Aqui devem ser inclusos despesas com moradia, assistência médica, transporte e alimentação.
  • Se eu estou fornecendo o cuidado primário, os outros parentes estarão aptos a ajudar ou é esperado que eu faça tudo sozinho? Se eu estiver sendo pago, eu não deveria ser remunerado por fazer tudo sozinho?
  • Como nós, que somos uma família, tomaremos decisões sobre o cuidado de nossos pais? Como nós decidimos como o dinheiro será gasto? Quem estará com o controle das finanças?
  • Para onde eu deverei me dirigir para obter apoio? Os meus amigos ou familiares me ajudarão a usufruir das pausas para descanso? Que distrações ou outras atividades eu conseguirei me engajar durante as minhas pausas da função de cuidador? E mais, como eu obterei dinheiro para gastar ao sair com amigos ou comprar coisas que eu queira?
  • Se eu sou o cuidador principal, vocês concordam que os meus gastos sejam pagos com o dinheiro de nossos pais? Isto significa que haverá menos dinheiro disponível na herança. Devo eu ter uma porcentagem diferente da herança em virtude de todo o trabalho que exerci? Por outro lado, se eu não desistir do meu trabalho, vocês estão de acordo em contratar ajuda externa para cuidar de nossos pais? Isto também afetará a sua herança.
  • Se nossos pais precisarem mudar para um residencial de idosos, como nós tomaremos essa decisão e quanto a questão financeira irá exercer um papel na tomada de decisão?
  • Se nossos pais ficarem sem dinheiro, pode alguém entre nós pagar suas despesas de moradia?
  • O que devemos saber sobre coberturas de plano de saúde para que tomemos boas decisões, caso tenhamos que pagar por alguma assistência futura?

Plug And Care – Conectando o cuidar
Conheça o nosso aplicativo